7 soluções para evitar vírus e e-mails comprometidos

  • Post author:
  • Post category:Artigos

Seria redundante dizer que estamos na era da informatização. Nos dias atuais, um dos principais desafios que se impõem ao usuário da rede mundial de computadores, seja em ambiente doméstico ou corporativo, é evitar vírus e e-mails comprometidos.

Por isso, fique atento a essas dicas quentinhas para proteger os seus sistemas dessas verdadeiras pragas virtuais.

1. Tenha cuidado com as fontes dos arquivos baixados

É de suma importância evitar baixar programas de fontes estranhas. Recomenda-se sempre, no caso da necessidade da instalação de algum software, que se faça o download do mesmo no site oficial do desenvolvedor. Dessa maneira, você evita a infecção por vírus, trojans ou ad-ons intrusivos.

2. Mantenha os softwares de proteção sempre atualizados

Se você usa Windows em sua empresa, faça verificações periódicas no status de atualização do antivírus, do anti-spyware e do firewall utilizados. Se você não possui todas essas ferramentas e optou pelo Windows (que é o sistema mais visado pelas ameaças virtuais), providencie esses softwares com urgência. Lembrando que a Microsoft disponibiliza aos seus usuários proteção antivírus gratuita: o Windows Defender.

3. Fique atento aos conteúdos anexos para evitar vírus e e-mails comprometidos

Aqui, uma dica importante é verificar o tipo de extensão dos arquivos que estão anexados às mensagens eletrônicas. Se você tem que receber de um contato uma planilha, por exemplo, desconfie se o arquivo enviado tiver extensão .exe. A mesma coisa para arquivos de áudio ou de texto.

Fique atento também às mensagens não solicitadas, os famosos spans. Muitos deles podem conter links com conteúdo malicioso.

4. Cuidado com a conexão usb

É muito comum o uso de pendrives e sd cards em empresas. No entanto, essas pequenas e úteis ferramentas podem também servir para espalhar vírus nos computadores da sua rede. Existem aplicações específicas para escaneamento de pendrives, mas a maioria dos antivírus também conta com a opção de escaneamento de dispositivos usb. Não deixe de usá-la.

5. Fique atento ao desempenho das máquinas

Se seus computadores são equipados com hardware de ponta — processadores com alto clock e vários núcleos, largas quantidades de memória ram e dispositivos rápidos de armazenamento — espera-se que ele tenha um desempenho à altura. O sinal mais notório de infecção por vírus é o mau funcionamento do seu sistema, portanto, fique atento às travadas e lentidão excessivas.

6. Cuidados com a rede

Em empresas, tanto computadores quanto impressoras, scanners, câmeras e outros dispositivos costumam ser ligados em rede. Por isso, é importante conscientizar a equipe sobre os cuidados supracitados com as ameaças virtuais. Pois, uma vez em rede, um dispositivo infectado pode por em risco todos os outros.

7. Evite pirataria de conteúdo e de software

Muitos empreendimentos funcionam com base em pirataria de software, desde programas editores de planilhas e textos até sistemas operacionais que rodam nas máquinas. Um software pirata, se ativado para receber atualizações, só o faz por intermédio de um programa cracker. Esse programa é um vírus instalado pelo próprio usuário em sua máquina.

Da mesma forma, conteúdos de áudio e vídeo baixados ilegalmente em sites de download não são exatamente garantia de segurança para seus dados.

Então, já sabe o que fazer para evitar vírus e e-mails comprometidos? Esperamos que esse rápido guia tenha lhe auxiliado.

E se você gostou do post, assine a nossa newsletter e não perca mais nenhum conteúdo como esse!