5 hacks praticados por líderes para driblar o tempo e continuar aprendendo


Há muito que ter uma graduação deixou de ser um fator competitivo para um requerimento de praxe dentro das empresas. Por conta de fatores como avanço da tecnologia, mundo mais globalizado e aumento da expectativa de vida, o mercado de trabalho espera que as pessoas não só adotem uma postura mais protagonista com a própria carreira, mas que também invistam de forma continuada em educação e aprimoramento. O desafio está em como ter essa postura de forma consistente dentro uma realidade em que o tempo parece cada vez mais curto.

Durante o painel “Lifelong learning - A importância do aprendizado ao longo da vida e por que isso importa?”, realizado durante a 7a edição do IT Forum X, profissionais compartilharam com a audiência os hacks que realizam para, além da rotina de cursos e especializações, aprenderem um pouco todo o dia de forma mais otimizada.

Participaram do painel Bruno Leonardo (co-fundador da Witseed), Rodrigo Parreira (CEO da Logicalis),  Marcos Sanches (CIO da Saint Paul Escola de Negócios), Wagner Sanches (diretor da Fiap) e Reynaldo Gama (presidente da HSM). Confira a lista:

1. Tenha foco naquilo que você deseja aprender

A não ser que seja um hobby ou tema no qual se tenha interesse, já não é mais possível se dedicar por horas a fio sobre um tema que ainda não se sabe muito bem de qual forma esse conhecimento é capaz de somar na carreira.

Por isso, todos os presentes concordaram que, muito mais do que começar qualquer espécie de aprendizado só “para não ficar parado”, é importante ter em mente os ganhos que o novo saber vai gerar na sua vida corporativa.

De uma pós graduação a um curso de final de semana, tudo pode ser válido, desde que seja possível medir de forma concreta os ganhos que essa absorção reverteu ao trabalho.

2. Converse com quem já passou por momentos parecidos

Muitas vezes, sentimos a necessidade de buscar conhecimento quando não conseguimos lidar de forma satisfatória com algum aspecto no trabalho, seja algo mais técnico ou comportamental. O que é ótimo, diga-se de passagem. Mas uma alternativa que pode ser mais válida é procurar a opinião de alguém que já viveu uma situação similar (seja o uso de um software ou momento de gestão).

Dessa forma, é possível tanto averiguar aspectos que ainda não foram avaliados do problema como também encontrar uma solução que possa ser mais simples e fácil do que a imaginada por você.

3. Selecione sem culpa apenas os trechos de conteúdos que atendam suas necessidades

Para tem o hábito da leitura, deixar uma obra inacabada chega a soar até como um insulto ao trabalho do autor. Porém, os participantes do painel chegaram à conclusão de que, quando o título está totalmente focado em aprendizados técnicos, é preciso “abandonar a culpa” e realmente se dedicar apenas ao trecho que pode ser útil.

“Isso foi uma coisa que eu demorei para aprender”, reforçou Leonardo, da Witseed, “mas me dedicar apenas ao trecho que me interessava fez com que eu conseguisse extrair mais coisas úteis de livros diferentes”.

4. Use os micro-momentos ao seu favor

“Micro-momentos” é um termo bastante divulgado pelo Google que classifica pequenos instantes nos quais as pessoas têm “livres” para realizar alguma tarefa que não esteja relacionada ao trabalho ou algum compromisso da vida pessoal. Pode ser dentro de um elevador, quando caminha para pegar um ônibus, quando se está na fila do mercado etc.

Apesar dessa expressão ser bastante utilizada dentro do marketing para classificar oportunidades de compra, os painelistas acreditam que esses períodos podem ser utilizados para adquirir conhecimento em veículos cujo formato é mais dinâmico, como podcasts, newsletters ou mesmo artigos salvos que ainda não foram lidos.

Para todos, esses micro-momentos podem, sim, fazer a diferença quando a pessoa se treina para usá-los dentro de uma rotina de aprendizagem

5. Consuma menos, mas com mais qualidade

Usando o foco como princípio, vale mais à pena escolher dois ou três sites de confiança e se informar apenas por eles do que fazer buscas em diversos endereços e receber informações pulverizadas.

Vale adotar a mesma prática com outros aspectos da vida: se você sente necessidade em melhorar um tema em específico que está “embalado” em outro maior (como um curso), vale buscas outras fontes de apoio, como tutoriais ou mesmo aulas particulares com alguém que domine o conhecimento que se deseja absorver.

Fonte: ComputerWorld
Como o ransomworm pode explorar a vulnerabilidade do seu sistema

WannaCry e NotPetya aproveitaram uma vulnerabilidade cuja correç&ati... Leia mais

O que considerar para abrir uma franquia?

A cada dia tem crescido mais o número de empresas que se expandem por ... Leia mais

Como melhorar seus ganhos de Consultor de TI

A área de TI continua a crescer, mesmo o resto da economia está... Leia mais

Como ser o gestor de TI que o mercado procura?

Ultimamente, tenho me deparado com vagas de gestão de TI muito espec&i... Leia mais

SEGUIR EMPRESA

Siga a HelpDigital no Instagram

Instagram.com/helpdigitalti
Fale Conosco pelo WhatsApp