Provimento 74 – O seu cartório já está preparado?


A Transformação Digital não é um clichê como algumas pessoas pensam, muito pelo contrário, o termo ainda causa muita confusão quanto a real empregabilidade do seu conceito. As pequenas e médias empresas, por exemplo, estão cada vez mais empenhadas em aderir novas tecnologias, entretanto, é necessário que fique claro algo muito importante: a transformação digital vai muito além do que apenas a digitalização de processos e documentos. O seu conceito é muito mais amplo e profundo, pois, é uma transformação de ideia e modo de operação. Hoje as ferramentas tecnológicas conseguem trazer progresso para mudar de fato a vida das pessoas, trazendo para o ambiente de trabalho muito mais eficiência, produtividade e, consequentemente, rapidez e velocidade na prestação de serviços. Dito isso, é exatamente nesse ponto de discussão que trazemos em pauta a modernização dos cartórios, através de um assunto que está tirando o sono de muitos registradores civis: o Provimento nº 74/2018! Você sabe do que estamos falando? Então confira nosso artigo:

O QUE É O PROVIMENTO 74/2018?

Desde o dia 1 de agosto de 2018, está em vigor o Provimento 74, que foi desenvolvido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O Provimento é uma norma a ser atendida por todos os serviços notariais e de registro do país, que visa estabelecer padrões mínimos de tecnologia da informação necessários para promover a segurança, a integridade e a disponibilidade de dados para a continuidade da operação dos serviços. Sendo assim, todos os cartórios de notas e registros precisam se adequar, implantando medidas de segurança da informação relacionadas a preservação de dados.

DIVISÃO DE CLASSES DE SERVENTIAS E SEUS REQUISITOS MÍNIMOS

É importante destacar que as recomendações do CNJ são diferentes para cada porte de cartório. No Brasil, nós temos três categorias de serventias de serviço:

·        Classe 1: serventias com arrecadação de até R$ 100 mil por semestre – essa categoria corresponde a 30,1% dos cartórios em atividade no Brasil.

·        Classe 2: cartórios que registram arrecadação entre R$ 100 mil e R$ 500 mil por semestre – o que corresponde a 26,5% das serventias em atividade no Brasil.

·        Classe 3: serventias com arrecadação acima de R$ 500 mil por semestre – o que representa 21,5% dos cartórios em atividade no Brasil.

Basicamente, estes são os requisitos mínimos exigidos para que os cartórios planejem as mudanças estabelecidas no Provimento 74/2018:

·        Energia estável;

·        Nobreak com autonomia de mínimo 30min;

·        2MB de Internet no mínimo;

·        Endereço eletrônico (E-mail);

·        Local técnico (CPD) isolado dos demais ambientes;

·        Armazenamento físico ou virtual;

·        Cópias de segurança pela internet (Backup em nuvem);

·        Alta disponibilidade dos servidores;

·        Impressoras e Scanners;

·        Switch para intercomunicação de rede;

·        Roteador para conexão interna e externa;

·        Softwares licenciados;

·        Softwares antivírus e antissequestro;

·        Firewall;

·        Proxy;

·        Banco de dados;

·        Pelo menos 2 funcionários do cartório treinados na operação do sistema e das cópias de segurança ou empresa contratada que preste o serviço de manutenção técnica com suporte de pelo menos 2 pessoas.

·        Utilizar apenas softwares livres ou com licença comercial ativa.

 

POR QUE IMPLEMENTAR O PROVIMENTO 74 EM SEU CARTÓRIO?

Independentemente da norma, os negócios precisam evoluir no ponto de vista tecnológico por uma questão de sobrevivência: o que está sendo proposto são padrões mínimos de tecnologia quando comparado com o mercado.  Ou seja, os recursos que trouxeram os cartórios até aqui, não vão suprir às demandas futuras, por uma questão mercadológica. Em primeiro lugar, toda empresa necessita estar em conformidade com às necessidades e exigências do seu bem maior, que são os seus clientes.

Com a norma em vigor, o caminho para os avanços é uma ida sem volta. Entretanto, o valor de investimento para adequação do provimento, é o principal problema apontado por gestores e tabeliães dos cartórios para implementação da norma. Pois, além de terem a obrigação de adquirirem novas ferramentas, faz-se também necessário a presença de especialistas para avaliar o cenário e botar em prática os requisitos mínimos.

COMO A HELPDIGITAL PODE TE AJUDAR?

HelpDigital Tecnologia atende todo o Brasil através de várias unidades franqueadas capacitadas e especializadas nas mais variadas soluções em TI. Com clientes e parceiros de ponta no mercado. Com a missão de oferecer o que há de melhor em tecnologia e inovação aos seus clientes, a HelpDigital disponibilizou, em seu portfólio, as principais soluções do mercado para e-mail corporativobackup e aplicações em Nuvem, e Suporte de TI. Portanto, estamos preparados para implementar todos os recursos exigidos pelo Provimento 74/2018.

 

Serviços Gerenciados em TI para Empresas

A cada dia o ambiente de tecnologia da informação vem sendo mai... Leia mais

Disaster Recovery: o que é e como isso pode salvar sua empresa

Disaster Recovery: o que é e como isso pode salvar sua empresa Inde... Leia mais

PCs trazem tecnologia avançada em modelos mais acessíveis

Algumas das funções anunciadas como padrão nos noteboo... Leia mais

Microfranquia funciona para você?

Enquanto uma franquia exige investimento a partir de R$ 150 mil, as microfr... Leia mais

SEGUIR EMPRESA

Siga a HelpDigital no Instagram

Instagram.com/helpdigitalti
Fale Conosco pelo WhatsApp